Medicina: o que é?

Medicina é a ciência que estuda as doenças humanas. Assim, ela trabalha com a prevenção, o tratamento e a cura de diversos males. Ela pertence à área da saúde e tem a missão de promover o bem-estar social.

Por que fazer uma graduação em Medicina?

Escolher a nossa formação não é uma tarefa fácil. É preciso entender o mercado, pensar nos trabalhos que serão desenvolvidos e imaginar o peso que o título de bacharel terá em nosso currículo.

Nesse caso, quais as vantagens de cursar Medicina?

Promoção da saúde

Em primeiro lugar, o médico é um profissional que ajuda a promover a saúde dentro da sociedade. Ele é a peça-chave em todo o processo de bem-estar social, desde a pesquisa sobre novas doenças, criação de estratégias de prevenção e tratamento.

Assim, o bacharel em Medicina é uma pessoa ativa que busca contribuir para o crescimento de uma comunidade saudável.

Profissão amplamente reconhecida

Além disso, precisamos nos lembrar do impacto que o médico tem dentro dos vários ambientes que frequenta. Esse título é acompanhado de um amplo reconhecimento social, que foi estabelecido séculos atrás, mas que se mantém estável até hoje.

Várias oportunidades de trabalho

Somado a essas vantagens, o curso de Medicina ainda apresenta uma proposta muito interessante: ele permite que os bacharéis se especializam em dezenas de áreas. Isso significa que além de trabalhar com a saúde humana, o profissional também pode afunilar sua atuação para lidar apenas com os tratamentos que mais se identifica.

A cada ano temos mais especializações na Medicina e essa ciência vem evoluindo bastante. Hoje, por exemplo, existem pessoas especializadas apenas em neurocirurgia, nefrologia etc.

O que se aprende na faculdade de Medicina?

O curso de Medicina, assim como o Ministério da Educação (MEC) exige, é uma formação generalista. Durante a graduação os alunos precisam aprender sobre diversos aspectos da profissão, desde questões éticas, práticas e sociais.

Quais disciplinas são estudadas em Medicina?

Graças a isso, ao longo dos 12 semestres de formação o estudante entra em contato com uma série de conteúdos integradores, que o dão uma visão ampla da sociedade, do aprendizado e da sua atuação profissional. Esse é o caso de:

  • Integração Ensino-Serviço-Comunidade;
  • Métodos de Estudo e Pesquisa;
  • Habilidades e Atitudes Médicas.

Nesses conteúdos o aluno aprende a interagir na sociedade, entende sobre a construção do sistema de saúde e conhece as diferentes realidades de atuação. Além disso, a todo momento é feita uma discussão ética a respeito do fazer científico da profissão.

É claro que durante as aulas o aluno de Medicina também estuda importantes do conhecimento técnico da profissão, como anatomia, biologia, epidemiologia, dentre outros assuntos. Só que esses conteúdos não são “soltos”. Muito pelo contrário, eles são integrados ao dia a dia profissional, garantindo um aprendizado mais tangível.

Já na parte mais prática, existem conteúdos totalmente direcionados ao exercício médico, como:

  • Técnica Cirúrgica;
  • Cirurgia Ambulatorial;
  • Clínica Integrada;

Estágios obrigatórios

Para completar a sua formação, o bacharel em medicina também faz estágios obrigatórios. Eles começam no 9° período e vão até o final da formação. Nesse período, o aluno entra em contato com as emergências:

  • Materno-infantis;
  • Clínica Médica e Saúde Mental;
  • Cirurgias.

Além disso, o graduando também presta o serviço de atenção em:

  • Gineco-Obstetrícia;
  • Pediatria;
  • Clínica Médica, Saúde Coletiva e Saúde Mental;
  • Cirurgia.

É importante ressaltar que essa nomenclatura e distribuição de conteúdos foi criada pelo Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves (UNIPTAN). Outras instituições podem apresentar nomes e estrutura diferentes em seus currículos.

Como é o mercado de trabalho em Medicina?

O mercado de trabalho da Medicina é um dos mais ricos no país. Ainda hoje, o profissional que se forma nesse curso tem grandes chances de ingressar no mercado, principalmente em cidades do interior, nas quais existe uma carência de médicos e a população está em maior vulnerabilidade social.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), hoje existem mais de 56 especialidades médicas. Em outras palavras, o bacharel em Medicina pode trabalhar com dezenas de serviços diferentes. Além disso, ele também se insere em vários ambientes.

Falaremos sobre alguns deles a seguir. Confira!

Consultório particular

Ao terminar sua graduação, o médico pode abrir um consultório particular. Nele, o profissional oferece uma gama de serviços para toda a comunidade. Ele seleciona os pacientes e escolhe a forma como serão pagos os procedimentos.

De modo geral, o bacharel em Medicina que trabalha nesse ambiente tende a fazer consultas, orientar os pacientes, analisar exames, estabelecer um diagnóstico e montar o tratamento adequado para as doenças encontradas.

Hospitais públicos e privados

O médico também pode se inserir dentro de hospitais. Nesses ambientes ele trabalha com uma equipe multidisciplinar composta por enfermeiros, psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas etc.

O profissional da Medicina atua em diversas funções dentro das instituições hospitalares. Ele faz consultas, acompanha os tratamentos e a evolução dos pacientes, atende casos emergenciais e pode participar de equipes cirúrgicas.

Postos de saúde

Outro local no qual o médico é muito requisitado é nos postos de saúde. Neles, o profissional desempenha um trabalho em conjunto, também com uma equipe multidisciplinar, visando causar um verdadeiro impacto na comunidade.

Nesse caso, o trabalho é muito mais preventivo e educativo. O médico até faz consultas e provê tratamentos, mas o real foco é em ajudar as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade. Para isso, ele atua diretamente com a educação, orientando as pessoas e explicando sobre cuidados básicos.

Por que estudar Medicina no UNIPTAN?

Para ser um bom profissional e, de fato, executar seus trabalhos com maestria, a pessoa que está interessada em cursar Medicina deve escolher uma boa formação superior. Ela precisa priorizar as Instituições de Ensino que valorizam o aluno e investem em um modelo de aprendizado diferenciado.

É por isso que acreditamos que o Centro Universitário Presidente Tancredo de Almeida Neves (UNIPTAN) é a sua melhor opção.

Quais são os diferenciais do UNIPTAN?

No UNIPTAN valorizamos todo o processo de aprendizagem, desde a elaboração das aulas até os materiais de apoio e a estrutura da instituição. Assim, sabemos onde devemos investir e garantimos o sucesso da sua formação.

Um bom exemplo disso é a nossa metodologia de ensino. Vemos o aprendizado como ativo e integrado. Assim, unimos diversas disciplinas em módulos anuais, de modo que elas sejam intencionalmente integradas para que o aluno experimente uma noção crítica sobre a utilidade e aplicação de cada conteúdo.

Além disso, nossas aulas são feitas em grupos menores, permitindo que mais atenção seja dada para cada aluno. Ao longo do curso, as disciplinas são ministradas em subdivisões da turma, com no máximo dez alunos por vez.

Com relação à estrutura, contamos com bibliotecas e laboratórios, sendo eles:

  • biblioteca física;
  • biblioteca virtual;
  • laboratório de anatomia;
  • laboratório de microscopia;
  • laboratório de práticas cirúrgicas.

Como você pode ver, o UNIPTAN é a melhor opção para quem quer fazer o curso de Medicina em uma Instituição de Ensino que realmente valoriza seus alunos. Então, não perca mais tempo: venha para o UNIPTAN!

 

 

 

FALE CONOSCO

Restou alguma dúvida? Entre em contato com o grupo Afya e retornaremos o mais rápido possível.